Uma luz na escuridão da alma

Uma luz na escuridão da alma

cristo! a luz na escuridão da alma

Nossa alma clama por uma luz na escuridão, um senso de propósito em nossa vida. Também clama por respostas para  perguntas que geram um descontentamento em nosso coração, como por exemplo: porque não me sinto feliz? 

A TRISTEZA QUE GERA ESCURIDÃO

Todos os homens procuram ser felizes. Desse modo, não creio que haja exceção para isso! Nossas decisões, escolhas, movimentos, sempre tendem para esse fim: a nossa felicidade!

Os meios empregados para esse fim, podem ser diversos: família, dinheiro, status social e profissional, ministério, viagens, entre tantos outros meios que podemos empregar.

Dessa forma, buscamos gerar prazeres que saciem e tragam luz a escuridão de nossa alma, e gerem esse sentimento de felicidade.

Eu estava em busca dessa resposta, tinha empregado vários desses meios visando esse fim, e alcançado alguns deles.

Havia gerado prazeres momentâneos que pareciam ser felicidade, mas o sentimento não perdurava, e logo não me sentia realmente feliz, havia escuridão em minha alma!

Até que fui confrontado pela passagem abaixo:

2 Corintios 4: 4 a 6

(4) nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus. (5) Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus como Senhor e a nós mesmos como vossos servos, por amor de Jesus. (6) Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.

A ESCURIDÃO DA ALMA REVELADA

Os prazeres deste mundo, os quais o deus desse século usa para cegar o entendimento daqueles que não creem no evangelho, também podem ser usados para deturpar o entendimento daqueles que afirmam crer no evangelho!

Ou seja:

Quanto mais eu buscasse os meios desse mundo para gerar prazer e felicidade, consequentemente, mais escuridão haveria em minha alma, pois este é o sistema de trabalho do deus desse século.

Quanto mais eu buscasse o conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo, consequentemente, mais prazer eu teria em Deus, e encontraria o sentimento da verdadeira felicidade que dura por toda eternidade!

CRISTO É A LUZ QUE NOS CONDUZ A VERDADEIRA FELICIDADE, QUE ADVINHA? ERA ELE MESMO!

A VERDADE QUE TRAZ LUZ A ESCURIDÃO

Por toda a minha vida, eu acreditei que a obra de Cristo a meu favor, havia me livrado apenas do JUIZO FINAL que demandava minha condenação, e a eternidade longe de Deus!

Não havia me atentado que a promessa do Emanuel ( O Deus conosco ), habitando em mim por meio de seu Santo Espírito, era gerar essa felicidade, contentamento, paz, em meu relacionamento diário com ELE. Dessa forma, não havia percebido que longe DELE, não era possível encontrar essa felicidade verdadeira e eterna!

Eu era o responsável pela escuridão que havia em minha alma, pois estava procurando a luz onde não havia luz!

ARREPENDIMENTO E MUDANÇA DE POSTURA

Envergonhado e triste por descobrir que havia virado as costas para a verdadeira fonte de alegria, ao buscar a felicidade em prazeres momentâneos desse mundo, quebrantado pedi perdão a Deus por meu pecado!

Á partir daí mudei minha postura, voltando a buscar em Deus, por meio de Cristo, a minha satisfação!

E assim, dia a após dia, vivendo dessa forma, meu coração foi sendo inundado novamente pela ALEGRIA DA SALVAÇÃO EM CRISTO. 

No entanto, agora ELE não era somente o Salvador que me livrou do juízo final e da condenação. Agora, era também o Salvador que me livra de uma vida miseravelmente triste a ser vivida sem Sua presença. Aquele que ilumina diariamente o caminho que me leva de volta ao meu verdadeiro lar!

E assim, fui inspirado a escrever a canção Tua Luz Brilhou, a qual espero que seja uma grande benção em sua vida, como foi e é em minha vida!

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

Concluo dizendo que: não sou contra viagens, riquezas, status social ou profissional, beleza, saúde, e todos outros meios que podem gerar pequenos prazeres em nossa vidas!

Vejo a graça e bondade de Deus em muitas dessas coisas! Mas comparar esses pequenos prazeres, ao que podemos experimentar em um relacionamento diário com nosso Criador por meio de Cristo, e do seu Santo Espírito que habita em nós, ou supor que podemos nelas encontrar felicidade?

Esse é um erro que vou lutar para não cometer mais!

Deus abençoe sua vida,

[email protected]/tualuzbrilhou

Deixe uma resposta